Imprensa / Notícias do Setor / Notícias do setor

08/11/2017



A EXPLOSÃO NEGRA DE VENDAS NA VÉSPERA DO NATAL


Por Luiz Augusto Araujo

O Natal cheio de luzes com o tradicional vermelho e branco do Papai Noel que embeleza os shopping centers pelo país neste fim de ano, ganha, momentaneamente, uma explosão negra com a chegada da Black Friday, que neste ano acontece no dia 24 deste mês (realizada sempre na última sexta-feira de novembro). Um aumento de mais de 10% nas vendas em relação ao ano passado é esperado pelo comércio.

A ação se consolida cada vez mais no varejo brasileiro com direito a decoração especial em grande parte dos shopping centers. No ano passado, fiquei surpreso quando fui ao Shopping Pátio Marabá, na cidade de Marabá (PA), para ministrar uma palestra sobre atendimento de excelência, aos lojistas e equipe de vendas, com o objetivo de prepará-los para a campanha. A motivação deles e a decoração das vitrines para a Black Friday eram contagiantes.

E qual é o seu entusiasmo com a Black Friday 2017? O seu shopping irá investir na campanha? A sua loja irá participar? Você já tem o layout e projeto para decorar a vitrine da sua loja? Já treinou ou vai treinar a sua equipe de vendas? Qual é a sua estratégia para obter bons resultados na campanha? Ah! Se for participar, lembre-se de selecionar produtos com descontos reais para não cair na lista negra (de falsos descontos) dos consumidores. Se cometer esta falha, o tiro sai pela culatra e você arranha a imagem da sua loja e do shopping também.

Há poucos dias para a campanha, muitos shoppings e lojistas já se preparam para a grande data antes do Natal. Segundo um levantamento feito em todo o País pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), três em cada dez empresas brasileiras deverão aderir à ação. Para alguns segmentos do comércio, a Black Friday já se transformou na terceira melhor data de vendas, atrás somente do Natal e do Dia das Mães (alguns já a consideram a segunda melhor do ano).

Além da maciça campanha de marketing, os brasileiros têm um estímulo a mais para aproveitarem as promoções que chegam a 70% de descontos nos produtos: o 13º salário. Esta remuneração extra geralmente é paga aos trabalhadores em duas parcelas, sendo a primeira neste mês de novembro e, a segunda, até o dia 20 de dezembro.

Assim como os shoppings centers (o primeiro foi criado, em 1828, no estado americano de Rhode Island), a Black Friday também surgiu nos Estados Unidos. A expressão, em inglês, significa Sexta-Feira Negra - a sexta-feira após o dia de Ação de Graças, feriado celebrado nos Estados Unidos. A Black Friday é um dia especial, no qual as lojas promovem grandes descontos. No Brasil, a ação chegou, primeiramente, na internet e, logo depois, espalhou-se para as lojas físicas, em especial às localizadas em shopping centers.

A Black Friday importada do comércio dos Estados Unidos, nos shopping centers brasileiros dura em média quatro dias. Geralmente é iniciada, um dia antes, na quinta-feira, e segue até domingo - a chamada Black Week. Em alguns casos, a campanha estende-se até o fim do mês de novembro e ganha o nome de Black November.

 A Black Friday deve ganhar mais corpo no comércio de lojas físicas com a inauguração de cerca de 30 novos shoppings centers até o fim deste ano, somando 588 empreendimentos no Brasil até o final de 2017, de acordo com estimativa da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Ainda há lojistas, é verdade, que acreditam que a Black Friday atrapalha as vendas do Natal, mas para a maioria no varejo é uma data que vem incrementar ainda mais as vendas. A Black Friday faz a alegria de lojistas de shopping centers, principalmente neste ano, em que a economia começa a reagir. Uma campanha com cores diferentes das cores natalinas, mas com o mesmo tom e objetivo: dar de presente, aos lojistas, melhores vendas e mais ânimo para 2018.

 *Luiz Augusto Araujo já foi lojista, trabalhou como assessor de imprensa e coordenador de marketing em shopping center. Atualmente atua como consultor e palestrante. É autor dos livros “A arte de convencer” e “Comunicando com estratégia”. Mais informações no site: www.luizaugustoaraujo.com.br